segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Comemoração da Restauração da Independência!

Material informativo na Biblioteca Escolar do CBR sobre a "Restauração da Independência".


O Domínio Filipino 

Após a vitória sobre D. António, Filipe II de Espanha foi aclamado rei de Portugal em 1581 com o nome de Filipe I.
Iniciou-se, então, o domínio filipino, período de tempo em que o nosso país foi governado por reis espanhóis. 
Ao ser aclamado rei, Filipe I jurou respeitar a autonomia de Portugal, comprometendo-se a cumprir com as seguintes promessas: a língua oficial continuaria a ser a língua portuguesa; a moeda não seria alterada; o governo dos territórios nacionais seria sempre entregue a portugueses; o comércio com o Oriente, África e Brasil seria só feito por portugueses.
Durante o reinado de Filipe I, estas promessas foram cumpridas, mas deixaram de o ser durante os reinados de Filipe II e Filipe III. 

Espanha tinha entrado em guerra com a Holanda, Inglaterra e França, e Portugal viu-se envolvido num conflito que não era seu!
Foi o povo quem primeiro sentiu as dificuldades e quem primeiro se manifestou, revoltando-se contra esta situação!
A nobreza, também descontente, começou a reunir-se em segredo, isto é, a conspirar para derrubar os representantes de D. Filipe III.

A Revolta de 1640 

No dia 1 de dezembro de 1640, pelas 9 horas, um grupo de cerca de 40 nobres reuniu-se no Terreiro do Paço e atacou o palácio real aproveitando o momento em que as tropas espanholas estavam a tentar controlar uma revolta em Espanha! Mataram e atiraram pela janela o secretário de Estado, o português Miguel de Vasconcelos, prenderam a Duquesa de Mântua (representante do governo espanhol) e, das janelas do Paço, proclamaram o Duque de Bragança,
D. João IV como rei de Portugal.

Assim foi restaurada a Independência de Portugal!!!


Sem comentários:

Enviar um comentário