terça-feira, 20 de novembro de 2012

Poemas de Aleixo - 11ª quadra

Nem sempre temos razão;
nos defeitos, que apontamos,
nem todas as coisas são 
como nós as encaramos.

Sem comentários:

Enviar um comentário